Artigos

Implantes dentários

Reabilitação promove benefícios estéticos e devolve várias funções

Por Dr. Talvane Sobreira

O primeiro pensamento que vem à mente quando falamos em perdas de elementos dentários é a estética. Essenciais para a harmonia do sorriso, a falta de um ou mais dentes também pode trazer inúmeros outros malefícios para o paciente além de apenas aparência, mas este é, de fato, o mais notável.

Segundo dados do Conselho Federal de Odontologia (CFO), divulgados em 2012, cerca de metade dos brasileiros, entre 35 e 45 anos, já perderam no mínimo 12 dentes e as causas são as mais diversas, entre elas, cáries, traumatismos e doenças periodontais.

O suporte dentário é primordial para o contorno facial e para o apoio dos tecidos moles, ou seja, quando se perde os dentes, a estrutura óssea desaparece, fazendo com que bochechas e lábios, literalmente, caia, provoquem rugas e aparência de envelhecimento precoce. Porém, a Odontologia dispõe de diversos tratamentos para fazer a reabilitação completa da parte prejudicada pela perda dos dentes.

A solução para casos deste tipo é o aumento da massa óssea, que pode ser feita através de enxertos ósseos; cirurgia ortognática para reposicionamento dos maxilares; próteses removíveis, que têm o inconveniente de adaptação; e a prótese sobre implantes, mais modernas.

Esta última tem uma relação custo benefício bem maior que as opções anteriores, pois possui como principal ponto positivo a rapidez. Com as próteses sobre implante, em torno de três meses e meio toda a área afetada pode ser reposta, devolvendo o contorno facial perdido.

A reabilitação por meio de próteses é imprescindível e o advento do implante osteointegrável proporciona, além dos benefícios estéticos, a segurança de poder mastigar naturalmente, sem folgas ou com risco de deslocamento do aparato protético.

Veja Também